Amigos Leitores!

Desde que perdi meu Blog em Abril, tenho feito vários acordos com o Blogger a respeito das postagens aqui apresentadas a vocês! Passamos por três momentos distintos:

1. Onde este Blog teria algumas postagens fixas e não postaria nada além de botões que levariam vocês a outros sítios para lerem meus posts. Aqui só ficariam links para os outros blogs, como num PORTAL.

2. Pude passar a postar "chamadas" dos outros blogs neste blog, desde que os textos fossem bastante curtos e logo a seguir viesse o link para o outro blog.

3. Este momento que estou vivendo!

Posso voltar a fazer postagens aqui! Aleluia! Mas devo usar a quebra de páginas para ocultar artigos que contenham fotos mais explícitas ou palavras mais pesadas!

Resigno-me a isso no momento e com alegria volto aos meus posts assumindo a característica BDSM do blog novamente!


Beijos Carinhosos

Hope subway

Meus Blog’s!

Conheça um pouco de
- Hope Subway -
Beijinhos açucarados,
- Hope Subway -
 

Trair um parceiro é culpa do DNA? A Ciência explica!


O estudo associa o comportamento sexual a características genéticas



Quanto da nossa personalidade e comportamento são influenciados por nossos genes? Essa é uma questão que nos persegue. Um novo estudo realizado por pesquisadores americanos acaba de ser publicado na revista PlosOne (6 de dezembro), dessa vez associando o comportamento sexual a características genéticas.

Trata-se de mais uma dessas pesquisas polêmicas. Sabemos que, por um lado, o comportamento sexual é muito variável entre indivíduos e populações. Por outro, que ele é central na teoria da evolução.

Segundo o estudo que acaba de ser publicado, variações em um gene específico – o receptor de dopamina D4 – estariam associadas a determinados comportamentos sexuais, principalmente promiscuidade e infidelidade. Será que isso vai ser usado como uma bela desculpa pelos famosos “puladores de cerca”?

O estudo foi feito com 181 jovens adultos.

Os participantes (118 mulheres e 63 homens), com idades médias de 20 anos, foram recrutados em uma universidade americana. Ao mesmo tempo em que forneceram seu DNA para o estudo, eles responderam a um questionário totalmente confidencial sobre a sua atividade sexual. O questionário continha perguntas acerca de seu laços afetivos e comportamento sexual, incluindo perguntas sobre infidelidade, promiscuidade, preferências e expectativas.
Quais seriam os possíveis mecanismos para associar esse gene ao comportamento sexual?
O gene receptor de dopamina D4. Esse gene apresenta uma região com um número variável (2 a 11) de repetições (em inglês VNTR – variable number of tandem repeats). Pessoas com um número maior de repetições (7 ou mais) teriam uma maior predisposição para buscar novas sensações e emoções. A hipótese dos autores é que essas pessoas também teriam uma tendência maior a ser sexualmente promíscuas e infiéis. Para testar essa hipótese, os pesquisadores analisaram as respostas dos questionários dividindo os jovens em dois grupos: 7+ (aqueles cujo gene teria 7 ou mais repetições) ou 7- ( menos de 7 repetições).

O que mostrou o estudo? E como fica o BDSM nisso?


Entre indivíduos 7+, havia um número significantemente maior daqueles que relataram um comportamento promíscuo e infidelidade do que entre os 7-, corroborando com a hipótese dos pesquisadores. Outra conclusão interessante discutida pelos autores é que todos os praticantes BDSM eram 7+ !!!


Determinismo genético? KKKK...


Ao ler esse trabalho já fiquei imaginando as possíveis repercussões:


Os DONOS conservadores ou ciumentos poderiam até sugerir que esse teste genético fosse incluído nos exames pré-encoleiramento!


Ou que poderia servir como uma bela desculpa para os eternos “puladores de cerca” justificarem-se junto aos seus parceiros: “Eu não tenho culpa, são meus genes”… se for a cadela... COITADA! Se for o Dono... COITADAS DE NÓS!







Eu que pule a cerca e vá me engraçar com outro Dono e tentar explicar isso para o HERR.'.THOR... que foi culpa das 3 letrinhas: DNA.

Logo ele me manda para as outras 3 letrinhas: UTI !!!




2 comentários:

~^~ Lena Lopez ~^~ disse...

Sinceramente, para mim traição é covardia, falta de coragem de dizer e confessar que temos desejos ou mesmo tendencia sexuais aquém do nosso relacionamento, as quais, aquela pessoa com quem partilhamos a nossa vida, não é capaz de suprir ou se o é, não da mesma forma aventureira que buscamos.
BJOS
Lena

- Hope Subway - disse...

Pior é que concordo!
Botar a culpa no DNA é que é covardia!
Bjks Hope

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...